quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Como se não houvesse amanhã

                                                by K
"Canta, grita, esperneia, mexe-te e move-te, balança e atira, salta, rebola e dá de safanão. Faz tudo o que quiseres, pensa, desfaz, constrói, muda, altera e recorta. Vai, volta, regressa, parte e faz de tudo mais. Parte e retorna, eleva e deixa-te cair. Nada e voa, faz-te ouvir e com que te oiçam. Pensa que amanhã é futuro e o ontem passado, e como no de trás já viveste, vive aquele que irá vir com a intensidade daquele que já se passou. Passa-te e canta, que quem canta os seus males espanta.  
Faz tudo aquilo que te apetecer, faz tudo como se não houvesse mais amanhã!"  

De Barão Von Rau Pipiska, in Le Cool Magazine, desta semana, a propósito de um concerto, mas serve para a Vida

A propósito de três conversas com Amigos diferentes, a "padecerem" do mesmo problema... solidão!
Força para vocês!



2 comentários:

Unknown disse...

Caro Mister II, gostei de ver que usou as minhas apalvras, enquanto 'Barão Von rau Pipiska' para expressar os seus sentimentos.
É aquilo que se esconde nos artigos que se publicam.. ;)
Obrigado,
Francisco Pinheiro

K disse...

Caro Francisco Moura Pinheiro,

salvo algum lapso, cito sempre as fontes e naquele artigo, não consegui encontrar o nome do real autor, para além da referência a 'Barão Von rau Pipiska'.
Se preferir, altero a referência ao autor para o seu verdadeiro nome.

Para além disso, pelo seu comentário, percebi que o título do meu blog não é totalmente perceptível: Il Mister, em vez de Mister II... vou ter de usar outro tipo de letra :)

Obrigado pelo seu comentário. As suas palavras mereciam ser usadas todos os dias!

Cumprimentos